Sexta-feira, 28 de Maio de 2004

And My Fury Stands Ready...

impaler.gif


Pois é. E assim a minha fúria permanece pronta a rebentar contra quem a provoque minimamente. Rebentar com toda a força, sem pensar em consequências nem em efeitos colaterais, sem analisar o problema em questão. Simplesmente rebentar, explodir e sair em defesa cega de algum ideal.

Mesmo que não seja o meu. Mesmo que defenda ideais de outras pessoas como se essas pessoas o quisessem resolvidos como eu. E assim a minha fúria domina os meus pensamentos, e tomo a atitude de besta cega e motivada por uma fome que apenas será saciada com o ?sangue? de quem a provocou.

Por vezes penso se não seria melhor limitar-me às minhas pequenas lutas, guardar as consequências para mim.

And my fury stand ready.
I bring all your plans to nought.
My bleak heart beats steady.
'Tis you whom I have sought.
Feasting myself sick,
On your pathetic sins.
Wound for me to lick.
The work of slaughter begins.

(My Dying Bride ? And My Fury Stands Ready)
publicado por zaitz3v às 18:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Maio de 2004

Deduções

rdengr

Observar a realidade e tirar conclusões precipitadas, baseado em esquemas mecanizados de eventos que se repetem, como se fosse um ciclo. É a minha maneira de planear as coisas a curto prazo...Era um bom método. Mas falha. Talvez demais. Não se adapta à realidade dinâmica que existe. Funcionaria perfeitamente dentro de uma máquina em que tudo se repete. Não conta com fenómenos de inteligência alheia, imagina o mundo como se fosse um conjunto engrenagens e rodas dentadas, que funcionam em sincronia e a um ritmo constante, sem alterações.É, sou demasiado racional. Tenho que perceber tudo dentro de um esquema lógico. Mas sou também uma oposição. Apesar de toda esta racionalidade, a maior força que me move é o amor que sinto pela minha Sandra.Talvez consiga alguns resultados quando estas minhas duas facetas trabalham em conjunto para um bem superior. Mas também há momentos em que uma entra no trabalho da outra, e surgem erros. Erros que expõem a falibilidade do meu ser.Afinal de tudo, sou humano. Mas tenho raiva que esses erros se devam a suposições, a raciocínios lógicos que partem de bases inexistentes. A invenções minhas.Invenções que hoje me custaram duas horas a menos com a minha Sandra... Desculpa-me... Falhei...
publicado por zaitz3v às 23:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Maio de 2004

Máscaras

Todos as usamos. È inevitável, necessário. O mundo ainda não está preparado para aceitar as pessoas reais. E por isso usamos máscaras. Para nos protegermos, para nos integrarmos. Às vezes até para sobrevivermos.

Eu também as uso. Preciso de as usar para suportar a escola, a minha turma, a monotonia de todos os dias. E grande parte das pessoas que falam comigo, conhecem a máscara muito bem.

Eu... Eu só me revelo com algumas pessoas. Poucas. Talvez demasiado poucas, mas apenas me revelo face aos meus verdadeiros amigos.

Mas a máscara pode ser perigosa. Pode-se moldar ao rosto. Tanto que podemos deixar de distinguir a máscara da face verdadeira. Tanto que nós no tornamos na máscara em si, e morremos um pouco.

E sobretudo sinto-me mal porque me revelo, sem nenhuma máscara, neste blog. E este blog tem sido esquecido por toda a gente que alguma vez aqui comentou. O verdadeiro eu tem tendência a ser esquecido? Pelos vistos...
publicado por zaitz3v às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sábado, 22 de Maio de 2004

Monstro

grimm.gif

Criado na gélida escuridão de uma solitária infância...
Incapaz de entrar numa sociedade, desde a primeira experiência...
Isolado por natureza...

Guardas em ti toda a raiva de uma vida de sonhos perdidos...
Diluídos na violenta realidade que subitamente te rodeia...
Explodes, rebentas, gritas, choras... Contra ti mesmo...

Um dia tentas-te criar algo teu...
Desenhas-te...
Chegando à conclusão que a tua mão
está demasiado moldada pela fria geometria,
onde apenas linhas rectas e figuras quadradas contam...
Escreves-te...
Com palavras isoladas fizeste frases,
Frases frias, tão iguais a tantas outras
que tantas outras pessoas escreveram...

Enfim... Resignas-te à tua situação...
Aceitas a tua mão
À qual a ciência roubou o talento,
Não passa de um instrumento imperfeito...
Monstro trôpego sem jeito...

publicado por zaitz3v às 02:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Maio de 2004

Teoria das massas

solitude.gif

Tenho vindo a observar as pessoas que me rodeiam. E estou a concluir que todas se comportam como uma massa, em que todas são iguais. As que resistem e são diferentes em algo, depressa são absorvidos pela massa e moldados de novo, como se fossem uma peça de metal em que a massa tivesse a funcionar como lima, tratando de moldar a peça para encaixar perfeitamente.Exemplo máximo disso: fumar!Porque todas as amostras de adultos, todos os adultos em potência têm que começar a ser adultos pelos vícios? Porque começa este vício?Talvez alguém queira ser igual ao paizinho e fume uns cigarrinhos, como o pai. Depois outro vê isso, e é fixe! Ele é um fixe e fuma! Também quero fumar! E aí começa uma bola de neve, que vai aumentando e arrastando todos os que se deixam arrastar!Porque os adultos em potência teimam em fumar, sabendo que é prejudicial, que é caro (sim, suportar este vício não é barato) e só faz mal?
publicado por zaitz3v às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 18 de Maio de 2004

Desculpa...

Hoje... hoje é dia de pedir desculpas...

Queria começar por pedir desculpas a quem ainda lê este blog. Não tenho postado muito, mas estes últimos dias têm sido esgotadores, e apenas sobra tempo ao final do dia, quando a lucidez e vontade de escrever estão ao mínimo...

Continuando...

Acho que devo um pedido de desculpas à minha Sandra. Tem sido ela quem me tem aturado, quem tem ouvido os meus choros, o meu desespero face à dificuldade que agora apareceu na minha vida escolar. Muita pressão faz-me ser assim...

Além disso, o meu sentido de humor tem vindo a desaparecer. As piadas que me contam são diluídas na minha amargura seca, não deixam sair um sorriso que, noutras alturas seria espontâneo. Por isso devo um pedido de desculpas a quem me tem tentado fazer sorrir. Não peço desculpa a quem se julga engraçado, a quem se mostra superior armando-se em palhaço, a quem julga que tem sempre graça. Para ser sincero, peço desculpa à minha nina, desculpa pelo meu sorriso estar cada vez mais escondido...

Sim, um pedido de desculpas especial à minha nina! Acompanhado de um agradecimento por ter aturado este chato em que eu me torno! Amo-te muito Sandra! **************************
publicado por zaitz3v às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 16 de Maio de 2004

Casa...

3 dias e 2 noites depois, heis-me de volta a minha casa.

Quando entrei senti-me um estranho, assim como estranhei até o cheiro tão familiar do meu quarto, da minha sala, de tudo! Esta é a minha residência, o local onde estou fisicamente. Será a minha casa? Poderei chamar este local, do qual a minha mente foge constantemente, casa?

Este fim de semana foi curto, mas estive em casa! Sei agora que a minha casa não é um local, a minha casa é onde eu me sinto bem, onde eu me sinto feliz...

Tenho agora a certeza, se é que algumas dúvidas persistiam, que a minha casa é longe desta vila e nos braços da minha Sandra!

Sandra, obrigado por teres transformado o meu fim de semana banal no acontecimento que me restituiu as forças que escasseavam, que me revigorou e reafirmou a vontade de sair desta minha vila!

Muitos dias passarão até que nos encontremos outra vez. Mas não será em vão. Serão os suficientes para eu cortar todas as correntes que me prendem a esta vila, os dias suficientes para o meu futuro contigo tomar forma!

Da próxima vez que nos encontrarmos, terei mais do que esta esperança! Irei-me esforçar como nunca antes, e da próxima vez trarei a certeza que o nosso futuro juntos começa a existir!

Amo-te muito minha doce Sandra! ***************************
publicado por zaitz3v às 19:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Maio de 2004

Amanhã!!!!!!!!!!

É já amanhã! Amanhã parto pelas primeiras horas do dia, parto mais uma vez para me afastar desta minha vila decadente, e ser realmente feliz com a minha nina!

Amanhã vou-me embora! Este fim-de-semana não haverá posts, mas também não é novidade nenhum, peço desculpa aos meus leitores (se existirem) por não postar com frequência.

Amanhã parto rumo à felicidade, volto domingo...

Amo-te muito Sandra *********************************
publicado por zaitz3v às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 11 de Maio de 2004

...

Este fim de semana será nosso. Penso nisso todos os dias, todo o dia. Mais do que isso, imagino o dia em que finalmente ficaremos juntos. Não por um fim de semana, não por três dias, não por um período de tempo bem definido.

Gostava de ficar contigo, sem pensar que amanhã, ou daqui a cinco dias, ou um mês, nos teremos que separar. Anseio pela altura em que a situação será a inversa, em que o normal será estarmos juntos, e as separações, essas sim serão temporárias!

Sonho com um dia em que acordarei a teu lado sem me preocupar com o tempo que nos resta juntos. Em que poderemos passear, vaguear os dois, perdidos, sem rumo pré-definido. Em que me possa deixar levar, sabendo que o sítio para onde vamos, seja ele qual for, vai ser o melhor sitio do mundo. Sim, tornas até a mais banal rua no sítio mais fantástico que eu possa imaginar.

Sim, apenas a esperança desse dia, a certeza da existência desse dia que eu estarei definitivamente desligado desta vila, apenas essa esperança me dá forças para lutar. Não pelo meu futuro, mas pelo nosso futuro. E se as forças faltam, tu vens logo e repões as forças, dás-me alento para enfrentar um novo dia.

Amo-te muito, minha doce Sandra! Amo-te mesmo muito, e aguardo o dia em que estaremos para sempre juntos! ****************
publicado por zaitz3v às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Maio de 2004

Hoje...

Untitled-1.gif

Estou mal com o mundo... com o meu mundo...Hoje a aula marcou-me...Senti-me sozinho no meio de um desertoOnde até respirar custa mto...Completamente isoladoApesar de tudo, nunca me tinha sentido assim tão mal como hoje...Tudo eram abusos à minha liberdade, atentados à minha forma de estar...Tentativas de me tentar calar e submeter ao sistema já implantado...
publicado por zaitz3v às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2004

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. A continuação...

. Perdido...

. Outro dia em baixo...

. Ontem...

. Um sorriso...

. Os sonhos...

. O meu caminho

. Porque o último adeus é s...

. O meu mundo

. Voltei!

.arquivos

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds